Publicado por: peregrino | 9 de Dezembro de 2012

O Grinch (II)

Antes de prosseguir sugere-se a leitura da primeira parte deste artigo (Parte I)

grinchJá era suficientemente vergonhoso o 5 de Outubro ser oficialmente o “Dia da Implantação da República” ao invés de ser o “Dia da Fundação” (Tratado de Zamora – 5 de Outubro de 1143) mas pelo menos era feriado e cada um podia celebrar aquilo que o seu Patriotismo dizia ser o mais correcto. Agora já nem isso.

Oficialmente não se celebrava, portanto, a Fundação da Nacionalidade mas, pelo menos, celebrava-se a “Restauração da Independência”. Bem, mas agora também já nem isso!

Quer tudo isto dizer que Portugal, neste momento, acha que a Sua Fundação e a Restauração da Sua Independência (as duas festividades que marcam os momentos que garantiram que Portugal fosse uma Nação livre e independente) não são importantes o suficiente para ser feriado. Isto não parece ser exactamente o mais patriótico dos sentimentos. Não será esta situação única na Europa ou até mesmo no Mundo? Possivelmente sim, para ‘nossa’ grande vergonha!

No entanto qual o motivo de se escolherem estas duas festividades e não outras?

Por que não acabar com o Dia de Ano Novo (antigamente chamado Dia de Ano Bom)? Teremos nós alguma coisa para festejar ao entrar num novo ano? Ultimamente só parecem vir desgraças atrás de desgraças e isso não é propriamente um motivo sensato para festejar!

E por que não terminar com o 25 de Abril, o chamado Dia da Liberdade? No final de contas liberdade de quê? Liberdade para ser desempregado? Liberdade para ter de pagar cada vez mais e mais impostos? Liberdade para ser praticamente obrigado a sair do País em busca de sustento? Talvez não! Talvez seja unicamente liberdade para falir a Nação já que desde o 25 de Abril (1974) já vamos na terceira falência!

Já agora podia-se acabar também com o 1º de Maio – o Dia do Trabalhador. Com a elevadíssima taxa de desemprego e com a constante perda de direitos por parte dos trabalhadores fará sentido festejar alguma coisa neste dia? Sejamos realistas!

E que tal eliminar o Dia de Portugal – 10 de Junho? Assim por assim a República está mesmo a destruir a Nacionalidade pelo que se podia começar por acabar com este feriado! E o dia 10 de Junho é o Dia de Portugal porquê? Por estar associado à morte de Camões? É certo que Luís Vaz de Camões é, incontestavelmente, um dos vultos maiores da Literatura em Língua Portuguesa mas será mais importante que a Fundação da Nacionalidade ou a Restauração da Independência?

(continua)

Anúncios

Responses

  1. […] (continua) […]

  2. […] Antes de prosseguir sugere-se a leitura das primeiras duas parte deste artigo (Parte I e Parte II) […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: