Publicado por: vmantas | 6 de Dezembro de 2010

Continuação…


No passado sábado, coloquei um post neste blog sobre a possibilidade de formação de uma ‘Confederação Lusófona’. A propósito deste post recebi um email de um amigo que me perguntava, no final, se a minha posição era então favorável ou não à proposta apresentada por D. Duarte.

Embora não pense que isso seja muito relevante, penso também que o contributo dado com a apresentação, oportuna, desta estrutura política e – sem dúvida – cultural, é extremamente importante.

D. Duarte será para os monárquicos o líder da sua causa. Não são os líderes das associações ou movimentos a liderar os monárquicos porque a esses ninguém conhece, poucos irão ouvir e ainda menos respeitar. Aliás o movimento monárquico falhou nos últimos 100 anos (e continuará) exactamente pela sua incapacidade de ser um movimento das bases, do povo e que esteja à vontade nessa posição. No entanto para os Portugueses, mesmo republicanos, D. Duarte terá obrigatoriamente que ser entendido como um dos protagonistas políticos nacionais e portanto figura que merece que se faça uma análise das propostas que apresenta.

Não creio mesmo que a reprodução simples das suas declarações seja aquilo que é pretendido por qualquer agente político sério como acredito que D. Duarte é. Assim sendo, a escolha da temática do último post, e não de qualquer outra daquelas que têm feito manchete nos últimos dias, prende-se com a necessidade de avaliar a possibilidade de aplicação na realidade de um conceito cheio de valor. É também relevante, e daí o subtítulo, analisar os perigos (sempre) inerentes a tal projecto político, nomeadamente o prolongar do esvaziamento da soberania económica e política do país.

Não acredito em ficções políticas. Queremos um Portugal prático, em que a política tenha por objectivo o engrandecimento do nosso país, a melhoria da qualidade de vida dos nossos compatriotas e a defesa da nossa liberdade. Assim sendo o nosso futuro poderá estar no Atlântico e não na europa continental. E por esta mesma razão temos de avaliar o que é dito e principalmente o que é feito por aqueles que tendo visibilidade mediática promovem esse objectivo.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: